Acre registrou uma queda de 37,5% dos casamentos no ano passado, em comparação com o mesmo período de 2019, o levantamento apontou que foram registrados 2.768 casamentos civis, mas sete casos do mesmo sexo. Em 2019, a queda beirou a casa dos 26,2% dos casamentos civis em relação ao ano anterior (2018), enquanto os casamentos homoafetivos uma redução de 16,6% no mesmo período, de acordo com a pesquisa divulgada no dia de ontem, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Desde 2018 que o número de casamentos no estado vem registrando uma queda, que refletiu na redução dos registros de nascimentos, por conta da pandemia que durou um ano e meio. Como resultado desta equação perversa, mais de 48,4% desses nascimentos foram de mães na faixa etária dos 20 a 29 anos de idade, mas há uma década os nascimentos de mães que tinham entre 30 a 39 anos (20,0% do total). Em 2020, a participação dos grupos de 20 a 29 anos de idade foi inferior a 48,0% dos nascimentos ocorridos e registrados no estado.

Os dados do ano passado apontaram um incremento, em relação aos demais anos analisados, da representatividade dos nascidos vivos registrados cujas mães tinham entre 30 a 39 anos de idade, com relativa redução dos registros de filhos nascidos de mães em idades mais jovens. Para cada 1 000 habitantes em idade de casar no ano de 2019, apenas 7 a10 pessoas, se uniram por meio do casamento legal. A taxa de nupcialidade legal forneceu uma dimensão do número de registros de casamentos em relação à população em idade de casar, ou seja, de 15 anos ou mais de idade, permitindo a comparação entre as outras Unidades da Federação.

O mesmo comportamento foi observado nos casamentos civis entre pessoas do mesmo sexo, os quais registraram queda de 16,6 % entre 2018 (18) e 2019 (15). A região Norte foi à única que contabilizou um aumento de casamentos de pessoas do mesmo sexo, registrando um aumento de 6,5% entre 2018 (323) para 2019 (344). Os casamentos ocorridos entre cônjuges femininos representaram 60% dos casamentos civis com essa composição conjugal em 2019. (Com informação da Assessoria do IBGE/Acre)

<< Matéria anteriorMinistério da Saúde aumenta recursos para prevenção e tratamento de câncer de próstata
Próxima matéria>>Administração do TJAC e governador visitam ministro da Justiça e pedem apoio para projetos