A deputada federal Vanda Milani (PROS-AC) participou na manhã de hoje, dia 27, do lançamento do edital de licitação da Orla do XV. A parlamentar anunciou ao lado do secretário de infraestrutura, Cirleudo Alencar, que representou o governo do Estado, a obra de maior investimento em infraestrutura urbana de Rio Branco. Orçada em R$ 21 milhões, desse total R$ 17,8 milhões são provenientes de emendas de bancada e R$ 3,7 milhões de contrapartida do Estado. Famílias tradicionais da região prestigiaram o evento.
“Para nós é um motivo de muita alegria porque essa obra é um sonho dos moradores do XV onde nasceu a cidade de Rio Branco. Agradeço muito o empenho do secretário Cirleudo Alencar e toda equipe da SEINFRA, o governo do Estado, a SUDAM e o governo federal”, disse a deputada.
Chiquinho Arara, que há mais de 60 anos mora no bairro XV, fez questão de acompanhar o anuncio dos investimentos. “A única família que olha para o Segundo Distrito trazendo benefícios e a Milani. Essa obra vai resgatar a autoestima e o comércio. Muitos viram suas propriedades desbarrancarem e já não tinham mais esperança, agora a coisa saiu do papel”, disse Arara.
Antônio Carlos, ex-presidente do bairro XV, disse que há muito a população espera pela intervenção. Ele ficou satisfeito com o projeto arquitetônico apresentado no Palácio Rio Branco. “A gente ver que foi pensado em todos os aspectos, não é somente uma obra estrutural, tem um valor histórico-cultural”, disse Carlos.
Dona Suzineide Chalub destacou o trabalho da deputada Vanda Milani. “Ela foi quem mais cobrou o início dessa obra, bateu de porta em porta para o estado não perder recursos. Estamos felizes e cheios de esperança de que agora a coisa vai acontecer”, acrescentou a moradora.
Para o secretário de infraestrutura, a edição extra do Diário Oficial valoriza este momento importante para as pessoas que moram no Segundo Distrito. “Afinal de contas, são mais de 21 milhões que serão investidos nesse local, agregando a mão de obra total e fortalecendo a economia. A modalidade concorrência será feita na sede da Seinfra [na capital]. Esperamos que haja uma ampla concorrência e que vença a melhor e mais qualificada proposta”, enfatizou Cirleudo Alencar.
A Orla do Quinze terá um porto com plataforma para atracagem, uma praça e um museu tecnológico. O projeto foi aprovado pela Caixa Econômica Federal e pela Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam).
A licitação:

O processo licitatório, na modalidade concorrência, foi divulgado em uma edição extra do Diário Oficial do Estado nesta sexta, 27, para que seja aberto o período de inscrição das empresas interessadas e capacitadas para executar o serviço. No dia 29, será realizado o pregão presencial.

<< Matéria anteriorBolívia confirma nesta quinta-feira (26) o primeiro caso suspeito da varíola do macaco
Próxima matéria>>Em Feijó, Polícia Civil prende quatro pessoas investigadas por integrar organização criminosa