A pedido da deputada federal Vanda Milani (PROS-AC) a secretaria de infraestrutura do governo do Acre vai criar um Comitê de Debate de Inclusão Social durante a execução da Orla do XV. A parlamentar quer esclarecer todas as dúvidas sobre a execução do projeto e buscar um alinhamento para a situação de quem terá seus imóveis desapropriados. Ela destacou a sensibilidade do estado na criação de uma ouvidoria para moradores e comerciantes.
“É uma obra de execução complexa e de grandes desafios, impacta na infraestrutura urbana, mas, também, na cultura de alguns moradores que têm seus imóveis inseridos no traçado do projeto e que sofrerão desapropriação. A ideia é buscar junto com o estado e todos os parceiros envolvidos, uma solução que contemple a todos. O diálogo é o melhor caminho para essa construção” analisou a parlamentar.
A Orla do Quinze terá um porto com plataforma para atracagem, uma praça e um museu tecnológico. O projeto foi aprovado pela Caixa Econômica Federal e pela Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). O processo licitatório, na modalidade concorrência, foi divulgado em uma edição extra do Diário Oficial do Estado e foi aberto o período de inscrição das empresas interessadas e capacitadas para executar o serviço. Dia 29 ocorre o pregão presencial.
Cirleudo Alencar garantiu que após a homologação do processo licitatório, o estado vai iniciar imediatamente os serviços de engenharia que entre os benefícios, vão conter o desbarrancamento na rua Bolevar Augusto Monteiro, no bairro XV, principal rua do comércio.

“A nossa felicidade com essa informação é imensa, tem o trabalho de infraestrutura e de aquecimento da economia. É um investimento que vai gerar emprego e renda aquecendo a economia da capital. Com o fim da pandemia é hora de retomar o crescimento. A geração de emprego ajuda amenizar a fome, contribui para colocar mais alimento na mesa de quem mais precisa. A população do XV há muito espera pelo olhar do governo do Acre. Creio que estamos no rumo certo para realizar esse sonho e valorizar ainda mais a nossa história”, concluiu Vanda Milani.

<< Matéria anteriorCom emenda de Vanda Milani município de Rio Branco vai distribuir 40 mil mosquiteiros para combater malária e avanço da dengue
Próxima matéria>>Ministério das Comunicações autoriza 48 canais para transmissão digital em 18 estados brasileiros,