Depois de várias horas de barco nas águas do Rio Jurupari, na BR 364, investigadores da Delegacia Geral de polícia civil do município de Feijó, sob a coordenação do Delegado Railson Ferreira, prenderam em um dos seringais da região, o traficante e homicida, M.G.S. 24 anos.

Tido como conselheiro de facção criminosa, ele é apontado como o mandante da morte de um indígena, que foi degolado e teve o cadáver ocultado em uma cova rasa, próximo ao lixão da cidade.De acordo com as informações, o suspeito determinou, que o índio José Ribamar Barbosa de 35 anos, etnia Kaxinawá, Fosse sequestrado. Julgado pelo tribunal do crime e condenado a morte, o indígena foi espancado torturado e degolado com um facão.

Depois de Preso, M.G.S. foi encaminhado a sede do município e recolhido ao presídio Moacir prado, já tinha prisão preventiva decretada pela justiça local.

<< Matéria anteriorParabéns Secretário de Meio Ambiente!! Israel Milani
Próxima matéria>>Primeira onda de frio polar do ano chega ao Acre neste domingo