Mais dois presidiários foram assassinados a tiros ao deixarem a Unidade Prisional 04, a Papudinha, onde cumprem pena do regime semiaberto por volta das 5:30 horas da manhã desta quarta-feira (7), em Rio Branco.

Segundo informações da polícia, o suspeito de atirar contra os presidiários também é detento e teria deixado a arma usado no crime enterrada em monte de areia de uma obra na entrada da unidade prisional. Ao sair do presídio nesta quarta-feira, o criminoso pegou a arma escondida e atirou contra outros dois suspeitos.

Uma das vítimas morreu no local do crime, a outra foi conduzida ao Pronto Socorro de Rio Branco, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

A polícia acredita que o crime tenha sido motivado em vingança pela morte do presidiário do Bonde dos 13 assassinado na última semana.

Após presenciarem o assassinato dos dois detentos, os outros presos que deixavam a Papudinha voltaram para as celas e atearam fogo nos colchões provovando um grande incêndios dentro da prisão.

Homens do Corpo de Bombeiros foram acionados para conter as chamas e evitar que o fogo atinja outros pontos do prédio.

<< Matéria anteriorTraficantes proíbem uso de maconha em ruas do RJ: “Vamos respeitar os moradores e as crianças”
Próxima matéria>>Vereador chama Tião Viana de “incompetente” e pede impeachment por causa da violência