Eleições 2022: Corrida ao Senado movimenta todo o cenário eleitoral do Acre

Repleta de nomes de peso, com definições atreladas a articulações nacionais, e com espaço para apenas um eleito em 2022, a disputa pelo Senado no Acre no próximo ano promete ser tão acirrada quanto a corrida ao governo. A 16 meses das eleições gerais, já há pelo menos 4 cotados, que se articulam para conquistar a simpatia e o apoio do governador Gladson Cameli.

As lideranças partidárias e os próprios pretensos pré-candidatos ao senado sabem que nem todos estarão de fato na disputa, já que o pré-lançamento de nomes, na política, funciona como forma de impulsionar candidatos a outros cargos e fortalecer posições dentro de alianças. Mas entendem que não há tempo a perder na movimentação para o ano que vem, porque ela faz parte de um jogo bem mais intrincado. Nele, há um grau de dependência de duas outras corridas – a da presidência da República e a do Palácio Rio Branco – como há décadas não acontecia.A corrida para senado da república, no Acre, está em elevação e pelo o andar da carruagem será uma das mais acirradas de sua História política, principalmente, quando em disputa, existe apenas uma vaga para Senado Federal. Nesse cenário o governador Gladson Cameli se move numa teia de aranha para a escolha de quem será o candidato, que vai compor a sua chapa para a reeleição, no próximo ano. Tem que proceder com muita habilidade e prudência para não ser emaranhado nesta teia.“A equação para sair desta teia não é de fácil solução para o governador Gladson Cameli, e por um motivo forte: quatro candidatos aliados para uma única vaga de Senado”

Vanda Milani (PRO): Deputada Federal eleita em 2018, com mais de 22 mil votos, é o nome que apresenta maior confiabilidade no cenário da atual conjuntura política no Acre. O brilhante trabalho realizado em tempo de pandemia, credenciou por meio lustroso, o primeiro lugar no Ranking dos políticos Acre.

Poderemos ter na eleição do próximo ano uma das disputas mais emboladas, com quatro candidaturas ao senado: Alan Rick (DEM), Vanda Milani (PRO), Márcia Bittar (Sem Partido), Mailza Gomes (PP).

“Sobre quem será o candidato a senador na chapa do governador Gladson” as opiniões se divergem, mais os indícios deixam transparecer, que será o nome que se “viabilizar” nas pesquisas, e o que mais somar apoios.