O Tribunal de Contas do Estado do Acre (TCE/AC) reprovou a prestação de contas do prefeito de Feijó, Kiefer Roberto Cavalcante Lima (Progressistas), correspondente ao exercício de 2019. A relatora do caso, conselheira substituta Maria de Jesus Carvalho pediu a abertura de um processo de tomada de contas especial para apurar as irregularidades constantes no processo.

Relatório do MP especial de contas mostrou que o prefeito descumpriu a determinação constitucional de destinar 15% da receita para investimento na área de saúde, lançando apenas 13,68%. Outras irregularidades foram, a abertura irregular de crédito sem cobertura, o pagamento antecipado de prestação de serviço sem comprovação das medições executadas e a ausência de controle interno das despesas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Os demais conselheiros acompanharam a decisão da relatora e condenaram o prefeito.

Fonte: A Tribuna do Acre

<< Matéria anteriorAo garantir energia elétrica em abundância, Linhão vai assegurar maior desenvolvimento ao Juruá, diz Vanda Milani.
Próxima matéria>>Com apoio de Vanda Milani Gladson pede ao ministro do Meio Ambiente licenciamento ambiental pelo IMAC