Em meio à turbulência pela qual passa a Oi, uma bomba acaba de estourar: o CEO da operadora, Marco Schroeder, renunciou ao cargo que ocupa desde meados de 2016.

Em carta ao presidente do conselho de administração, Schroeder escreveu:

“As últimas reuniões do conselho deixaram clara a necessidade de minha saída”.

Agora vai se iniciar uma guerra pela sua sucessão.

O temor dos credores públicos e privados, por exemplo, é de que Nelson Tanure tente colocar um indicado seu no posto.

<< Matéria anteriorAssociação de juízes do Acre solta nota de repúdio a declarações de advogado
Próxima matéria>>Garoto de 14 anos morre ao roubar casa de PM