O vereador Juruna anunciou nesta sábado, 25, que definiu a Comissão de Ética da Câmara Municipal para defender-se politicamente das acusações de que teria cometido crimes e que, por isso, pode ser preso e perder o mandato. Juruna irá fazer revelações sobre o que considera “perseguição” vinda de militantes partidários.

Ele juntou alguns papéis que mostram que há interesses obscuros para que perca o mandato. “Vai ser na Comissão de Ética que vou mostrar um monte de coisas”, disse o vereador. Ele pretende pedir para depor já nesta segunda-feira, 27.

<< Matéria anteriorMinha Casa, Minha Vida atende todos os municípios
Próxima matéria>>Convocação para Assembleia de Fundação da Associação de Comunicadores e Imprensa de Feijó