A deputada federal Vanda Milani (SD) Acre, votou a favor do uso do pesticida no Brasil. “Eu entendo que nós temos leis que analisam e autorizam a utilização de pesticidas que são utilizados aqui”. Temos a fiscalização, para eles serem aprovados e utilizados na lavoura existe a necessidade da aprovação dos nossos órgãos e dos institutos que analisam, entre eles tem a própria Anvisa, o Ministério da Agricultura entre outros órgãos.

De acordo com o deputada Vanda Milani, quando se trata de aprovação, está comprovado que os estudos foram feitos e que nenhum mal vai causar ao seres humanos. “Os pesticidas são aplicações químicas comumente usadas na agricultura. Esses produtos químicos servem para destruir agentes indesejados, como fungos, ervas daninhas e insetos que poderiam destruir as lavouras”.

Os estudos comprovam que, o Brasil ocupa o 44º no ranking dos países que usam pesticidas, isso quer dizer que nós temos 43 países à nossa frente que utilizam (pesticidas) e entre eles está a França e outros países que costumam até nos criticar muito, mas que compram também a nossa produção.

Nosso Agro é exportado pro mundo inteiro, para vários países e a gente sabe que esses países só negociam e recebem a nossa produção porque eles sabem que estamos cumprindo todas as leis ambientais e de saúde pública, se não fosse assim, eles também não comprariam e importariam nossos alimentos.

Os pesticidas, sendo usados na medida certa, antes aprovados, como falei anteriormente, pelas instâncias responsáveis no nosso pais, e cumprindo as normas todas, inclusive internacionais, dão a garantia para que nós tenhamos uma produção limpa de qualidade, que já é reconhecida internacionalmente, porque se não fosse assim a gente sabe que o nosso agro estaria todo aqui, acumulado no país e ninguém compraria, principalmente os países de primeiro do mundo que compram da gente porque sabem que nenhum mal vai ser causado.

 

<< Matéria anteriorGoverno entrega mais equipamentos para fortalecimento da agricultura familiar em Brasileia
Próxima matéria>>Atendimentos do governo chegam a Feijó com a Carreta Ambiental