Acusado de matar mulher com 29 facadas após ela reagir a estupro é condenado a mais de 21 anos de prisão no Acre

O Conselho de Sentença da 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco condenou a 21 anos e 4 meses de prisão em regime inicial fechado Eronilson da Silva Gomes, acusado pela morte de Jacineide Ferreira de Lima em novembro de 2021. O julgamento ocorreu nesta quinta-feira (10), no Fórum Criminal de Rio Branco.

Segundo a sentença, proferida pela juíza de direito Luana Campos, o réu já foi condenado pelo crime de estupro de uma vizinha menor de idade. Apesar de não ter sido levado em consideração na aplicação da pena, a prática indicou que ele é uma pessoa “voltada à execução de crimes sexuais, demonstrando conduta aversa ao convívio em sociedade, em especial quanto ao sexo feminino”.

Gomes está preso no Complexo Prisional de Rio Branco e foi pronunciado a júri popular pela juíza Luana Campos ainda em abril deste ano. Ele só foi preso oito meses após o crime na zona rural de Boca do Acre, no Amazonas.

Durante o júri, foram ouvidas cinco testemunhas, entre elas a irmã e o filho da vítima. A acusação desse caso está com o promotor Carlos Pescador.

<< Matéria anteriorFamília brasileira que matou bolivianos em chacina é condenada a mais de 350 anos de prisão em regime fechado
Próxima matéria>>Lovisaro, Celso, Gláucio e Kátia disputam lista tríplice para ser chefe do MP do Acre