Com cerca de um ano e meio à frente da Prefeitura de Rio Branco, Tião Bocalom (Progressista) tem muito o que comemorar, principalmente após a aprovação sobre a revisão e a nova política salarial do servidores públicos do município.

Rio Branco é a capital com o valor do salário mínimo maior do que a média nacional, R$ 1.400,00, além do aumento nos proventos de todas as categorias.

No último sábado, 23, o Notícias da Hora conversou com o prefeito Tião Bocalom sobre todo o processo de negociação com os sindicatos das categorias e sobre sua satisfação em poder avançar com um aumento salarial que coloca Rio Branco entre as cidades brasileiras com os melhores salários e valorização dos servidores.

Bocalom falou ainda sobre as perspectiva para os próximos dois anos e meio de gestão, bem como os projetos nas aéreas de infraestrutura, urbanismo e moradia, além de incentivo aos produtores rurais e melhorias em ramais.

WhatsApp_Image_2022-04-25_at_09.43.22.jpeg

Revisão salarial e valorização dos servidores públicos

Após meses de intensa negociação, prefeitura e servidores públicos chegaram a um acordo sobre a revisão salarial de todas as categorias, sobretudo, Educação e Saúde.

No início de 2022, o prefeito Tião Bocalom deu o pontapé inicial ao plano de revisão salarial dos servidores municipais quando anunciou o novo valor do salário mínimo em Rio Branco, R$ 1.400,00, um valo maior que o piso nacional que é pouco mais de R$ 1.200,00.

Ainda em 2021, a equipe econômica municipal iniciou os trabalhos de sobre o rateio do valor de cerca de R$ 22,9 milhões da sobra do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Esse valor foi dividido entre os mais de 2,7 mil servidores entre professores e colaboradores de apoio, com os valores a serem pagos em duas parcelas.

Logo após o anuncio do valor do novo salário mínimo para Rio Branco, iniciaram as negociações dos PCCRs das categorias. Foram meses intensos de negociações com manifestações e até greves, mas que no final prevaleceu o diálogo e o bom senso de todos nas rodadas de negociações.

O prefeito destacou que toda a revisão salarial só foi possível após um amplo e árduo trabalho financeiro que possibilitou a economia de mais de R$ 300 milhões só com o corte de excesso de gastos.

“Quando assumimos a prefeitura demos início a um trabalho de reestruturação financeira. Tínhamos gastos absurdos com coisas supérfluas e sem necessidade. Fizemos alguns ajustes e chegamos a economia de mais de R$ 300 milhões que nos possibilitou a iniciarmos o trabalho de valorização dos nosso profissionais.”, destacou o prefeito.

A valorização falada por Bocalom está principalmente no aumento concedido aos profissionais de saúde, onde profissionais de nível médio saíram de um salário de R$ 1.032,00 para R$ 1.500,00; chegando aos profissionais médicos que irão receber pouco mais de R$ 9.000,00 de aumento em seus vencimentos.

Além dos professores e servidores da Educação que irão receber seus salários com aumento que chega a cerca de R$ 850,00, além do reajuste de 100% na Gratificação de Incentivo à Aprendizagem (GIA).

WhatsApp_Image_2022-04-25_at_09.43.23.jpeg

“Todos os profissionais do município tiveram seus salários revisados e reajustados, não deixamos nenhuma categoria fora desse plano de readequação. Conseguimos elevar os salários dos médicos, enfermeiros, técnicos e colaboradores em geral. Professores, gestores, diretores, servidores de apoio também foram contemplados, além de outras categorias. Isso nos deixa muito satisfeito e vamos avançar ainda mais.”, prevê Bocalom.

Ainda de acordo com o prefeito, as negociações só foram possíveis pelo envolvimento e engajamento de servidores, sindicatos e vereadores.

“Foi uma conquista construída a muitas mãos. Contamos com a sensibilidade dos sindicatos que sentaram com a nossa equipe e discutiram o que era melhor para cada categoria, com os vereadores que entenderam que era o momento de deixar divergências políticas de lado e se debruçar sobre os projetos e votar pela valorização dos nosso servidores e de toda a equipe da prefeitura que se dedicou diuturnamente para que chegássemos ao melhor acordo possível. Só tenho a agradecer a todos e reafirmar nosso compromisso com cada cidadão rio-branquense e de trabalhar com honestidade e seriedade”, finalizou o prefeito.

Bocalom disse ainda que nos três primeiros meses de 2022, a administração pública municipal já conseguiu economizar mais de R$ 70 milhões, recurso que será empregado em novas ações da prefeitura, e nesta terça-feira, 26, teremos a continuidade da entrevista com o prefeito de Rio Branco Tião Bocalom, que falando sobre as obras que estão no seu plano de ação para 2022 e também para os próximos anos contemplando os setores de infraestrutura, urbanismo, saneamento, produção e ramais, saúde e educação, entre outros.

<< Matéria anteriorComprovante de vacinação contra Covid vai ser exigido durante a Expoacre 2022
Próxima matéria>>Arma do ex-ministro Milton Ribeiro dispara acidentalmente no Aeroporto de Brasília