A Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes do Acre (SEE), por meio da sua representação em Feijó, deu início, na manhã desta terça-feira, 5, no polo da UAB no município, à primeira  formação do programa Caminhos da Educação do Campo: Ciclos de Aprendizagem para o ano letivo de 2022, dirigida a gestores, coordenadores e professores da Educação do Campo.

Primeira formação do programa Caminhos da Educação do Campo: Ciclos de Aprendizagem para o ano letivo de 2022. Foto: Núcleo da SEE/Feijó

O Núcleo de Representação da SEE em Feijó contou com o apoio e colaboração do Departamento da Educação do Campo para a realização da formação de aproximadamente cem profissionais, durante o período de 5 a 7 de abril, objetivando alinhamentos didático-pedagógicos.

“Somos gratos à equipe do Departamento da Educação do Campo, que veio nos auxiliar nesta atividade. A expectativa quanto à previsão de início do ano letivo de forma presencial é grande, só tenho a agradecer aos professores, que atenderam ao chamado e vieram para a formação”, afirmou o coordenador-geral da representação da SEE em Feijó, Everly Damasceno.

Formação de aproximadamente cem professores se estende de 5 a 7 de abril, no polo da UAB. Foto: Núcleo da SEE/Feijó

A formação aborda a organização estrutural e pedagógica do programa Caminhos da Educação do Campo, que atende alunos do ensino fundamental, anos iniciais e finais, como também alunos do ensino médio das escolas de difícil acesso, localizadas na zona rural do estado.

Além do coordenador Everly Damasceno, o evento de abertura contou com a presença da representante do Departamento Educação do Campo, Clícia Gomes, e dos assessores pedagógicos Benedita Mourão, Roberto da Silva e Darci Vieira.

“Estamos aqui para fazer a formação com os professores que trabalham com as turmas de difícil acesso, ou seja, as turmas que trabalham por ciclo de aprendizagem, em que os alunos estudam em turmas que contemplam os rodízios das áreas do conhecimento”, declarou Clícia.

A formação tem como objetivo alinhamentos didático-pedagógicos. Foto: Núcleo da SEE/Feijó

Já Andréia Oliveira, coordenadora de Ensino da Escola Francisco Wlisses de Medeiros, do Alto Rio Envira – Serigal Fortaleza, reforçou a importância da capacitação para os professores que estão iniciando na Educação do Campo. “Esta formação está sendo muito gratificante e edificante para a minha carreira, estou aprendendo muitas coisas, pois é minha primeira experiência com Educação do Campo. Estou muito otimista que tudo dará certo”, avaliou.

<< Matéria anteriorCom emenda de Vanda Milani município de Rio Branco vai comprar mosqueteiros para combater malária e avanço da dengue
Próxima matéria>>Vara Criminal de Feijó publica edital de cadastro para instituições aptas aos recursos das penas pecuniárias