Operação da Polícia Federal mira fraudes bancárias no Acre

A Polícia Federal deflagrou, nesta terça-feira, 28, no Acre, a operação Não Seja um Laranja 3. A ideia é desarticular esquemas criminosos de fraudes bancárias eletrônicas. A operação conta a colaboração da Federação Brasileira de Bancos (Febraban).

Além do Acre, agentes atuam na Paraíba, Alagoas, Goiás, Maranhão, Piauí, Amapá, Minas Gerais, Pernambuco e Rio Grande do Norte.

Dezenove mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos nesses dez estados, por meio das Delegacias de Repressão a Crimes Cibernéticos.

Entre os alvos estão pessoas que cederam contas pessoais para receber recursos oriundos de golpes e fraudes contra clientes bancários.

Em nota, a Polícia Federal deu mais detalhes sobre a operação, referindo-se aos “laranjas” utilizados no esquema.

“Nos últimos anos, a PF detectou um aumento considerável da participação consciente de pessoas físicas em esquemas criminosos, para os quais ‘emprestam’ suas contas bancárias, mediante pagamento. Este ‘lucro fácil’, com a cessão das contas para receber transações fraudulentas, possibilita a ocorrência de fraudes bancárias eletrônicas que vitimam inúmeros cidadãos”.

Emprestar contas bancárias para receber créditos fraudulentos é crime. Se comprovadas as práticas, os suspeitos poderão responder por associação criminosa, furto qualificado mediante fraude, uso de documento falso, lavagem de dinheiro e falsidade ideológica.

Somadas, as penas de todos esses crimes podem ser de mais de 20 anos de prisão.

(Com informações da Agência Brasil)

<< Matéria anteriorGasolina vendida no Acre continua sendo a mais cara do Brasil, aponta ANP
Próxima matéria>>Homem confunde amigo com animal e o mata durante caçada no interior do Acre