O Projeto de Lei 508/21 prevê auxílio emergencial extraordinário para famílias no Acre que se encontram em condição de vulnerabilidade social e econômica em razão da pandemia causada pelo novo coronavírus, da ocorrência de casos de dengue hemorrágica e do transbordamento de rios que deixaram desalojados.

A proposta em tramitação na Câmara dos Deputados prevê o pagamento de parcelas de R$ 600 por seis meses. Caberá ao Poder Executivo regulamentar o auxílio emergencial extraordinário após a sanção da futura lei.

<< Matéria anteriorAcre não registra nenhuma morte por coronavírus em 24 horas e tem 438 casos confirmados
Próxima matéria>>Polícia encontra 30 Kg de cocaína em carro supostamente abandonado na cidade de Feijó