A sessão na Câmara Municipal de Feijó, realizada na manhã de terça-feira, 19, foi marcada por polêmicas. Os vereadores Cabeludo (PP), Zé Maria (PP) e Leildo do (DEM) trocaram acusações no plenário da Casa. As acusações envolvendo os vereadores citados, quase resultava em pancadarias. Durante troca de críticas e acusações, dois vereadores acabaram partindo para agressão, mas foram contidos pelos demais colegas. A plenária teve que ser encerrada imediatamente para conter os ânimos dos envolvidos.

Centenas de ouvintes e internautas, se manifestaram, repudiando os pronunciamentos dos vereadores, que usavam de palavras de baixo calão, com ofensas pessoais e adjetivos não permitidos pelo regimento da casa e Constituição Federal.

De acordo com o vice presidente Ronaldo, (PSD), o poder legislativo de Feijó, deve abrir procedimentos interno para apurar e punir os vereadores envolvidos nas tretas e acusações e principalmente a falta de decorro parlamentar.

Procurado por nossa reportagem, para falar sobre os fatos, o vereador Leildo, (DEM) contestou a polêmica, envolvendo seu nome no episódio da última sessão na Câmara Municipal de Feijó. “Apenas me defendi das acusações proferidas pelo o vereador Cabeludo e a sessão só foi suspensa para ajustar o livro de assinaturas dos vereadores” conclui Leildo.

Aos vereadores envolvidos na matéria o espaço está aberto, para quaisquer esclarecimentos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

<< Matéria anteriorEm Brasília, Vanda Milani garante apoio à Polícia Rodoviária Federal do Acre
Próxima matéria>>Senado aprova auxílio-gás para famílias carentes